Estou entrando com um Projeto de Lei na Assembleia Legislativa de São Paulo obrigando a Sabesp a divulgar os resultados de teste de qualidade da água. Reportagens veiculadas pela imprensa na última segunda-feira revelam que a companhia omitiu que 132 cidades paulistas consumiram água contaminada e sem qualquer tipo de divulgação do problema entre 2018 e 2020. Um verdadeiro absurdo!

.

As substâncias químicas encontradas excederam o valor máximo permitido pelo Ministério da Saúde, como ácidos haloacéticos, trihalometanos e antimônio, todas elas classificadas como “possivelmente cancerígenas” pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e que também podem acarretar problemas nos rins, fígado e sistema nervoso.

.

Não vou permitir que esse atentado à saúde pública seja cometido contra a nossa população!

.