Uma trapalhada atrás da outra. Assim pode ser definida a semana do PSDB e seus sucessivos erros nos últimos dias cometidos pela dupla Bruno-Doria.


A primeira delas foi na segunda-feira, um dia depois de Bruno Covas ser reeleito prefeito da capital. Todas as regiões do Estado de São Paulo foram colocadas na fase amarela do Plano São Paulo no combate à pandemia do Coronavírus. Medidas acertadas por conta da gravidade da doença, mas que foram adotadas tarde demais para não atrapalhar a eleição e a popularidade dos tucanos.


No dia seguinte, uma mulher foi esmagada na Vila Mariana por uma árvore depois da forte chuva que atingiu São Paulo. Ela morreu na frente dos filhos e do marido. Apesar de parecer acidente, a morte causada foi por negligência da Prefeitura, que não atendeu a solicitação de poda realizada em maio por uma Escola Estadual da região.


Nem as pessoas vulneráveis escaparam dos dias de fúria. Em mais uma ação desastrosa o Governo do Estado anunciou que cortaria o jantar em quase todas as unidades do Bom Prato, serviço que oferta refeições a preços populares para pessoas em situação de vulnerabilidade. Apenas o café da manhã e o almoço em dias úteis seriam mantidos, tudo isso em meio a uma pandemia e situação financeira gravíssima do país. Depois de muitas críticas e pressão da oposição o governador João Doria voltou atrás!


Outra trapalhada ainda em andamento é a possibilidade de transformar parte do Complexo do Ibirapuera, referência nacional na área esportiva, em mais um shopping! Não podemos deixar que mais esse desmonte aconteça.


A população e os parlamentares da oposição não podem ficar de braços cruzados vendo um absurdo atrás do outro acontecer. Vamos continuar fiscalizando e cobrando o PSDB como sempre fizemos.